Advertisement
30/05/2019 Por Raphael Moda 1

Esse não é o clube que eu aprendi a amar (Opinião)

Saudações tricolores! Parece que nem pedir raça ou vontade podemos mais,
que episódio lamentável. Seguranças agredindo um torcedor. E o pior: não era protesto, apenas um pedido de raça e respeito com a camisa do São Paulo.
Aqui é São Paulo e sempre será, mas, quando a opinião de um torcedor é calada e agredida, fica escancarada uma instituição em decadência e que está longe de uma solução.

O São Paulo que eu amo e aprendi a admirar sempre tratou o torcedor como parte do clube, tinham respeito pela opinião e sabiam da importância dessa torcida. Agora somos chamados de torcida que “frita” jogador ou de torcida impaciente.
Não somos nós que somos impacientes. Somos pacientes há pelo menos 11 anos. Somos determinados e lutamos por esse clube com todo fervor e amor.


O São Paulo que eu aprendi a amar sentia nas derrotas a dor do torcedor e nas vitórias a alegria de sua torcida.
Raça, vontade e honrar a camisa é o mínimo que pedimos, mas nossa voz estará cada vez mais abafada quando o clube somente ouvir a si próprio. Espero que o clube peça desculpas publicamente por esse episódio, porque não passa do mínimo de cidadania, já que a parte esportiva está uma catástrofe.